Buscar
  • H. A. Kipper

FASCISMO: uma PESTE EMOCIONAL que nos atinge em qualquer ideologia ou modelo econômico



"Amor, trabalho e conhecimento" diria Wilhelm Reich, são a base da vida e melhor remédio e antídoto contra o Fascismo. + Segundo ele, não podemos considerar o Fascismo como um sintoma exclusivo de qualquer ideologia: é algo muito mais arcaico psicologicamente. Ele pode se manifestar tanto em grupos de direita, quanto de esquerda ou centro. É uma reação irracional que pode atingir a sociedade sob qualquer modelo econômico (capitalismo,socialismo, comunismo, modelos mistos) , sob qualquer regime político (democracia, ditadura, monarquia, teocracia, etc) . Pode aparecer pontualmente como surto desorganizado nas ruas ou na internet, quando há um linchamento moral ou uma divisão maniqueísta e binária. Não é algo que é imposto, mas uma estrutura humana que reage coletivamente se estimulada. Nos cabe evitar seus discursos e formulações. + Um dos sintomas desse surto coletivo é a desumanização e demonização de algum adversário. Assim, um método que sempre aparece em sociedades doentes com Fascismo é o denuncismo, calúnia e difação pessoal. Vimos isso na Alemanha Nazista, na Rússia Soviética sob Stálin, e nos EUA da caça aos comunistas sob o Machartismo e em tantas outras sociedades. + A única boa notícia é que, como qualquer surto, o surto coletivo fascista tem um tempo de duração. Porém, durante esse surto, grupos doentes agem como um estouro de manada de mamutes. Qualquer coisa que passar na frente será esmagado. A menos que encontre outra manada surtada pela frente, aí ambas se esmagam até a morte. + O fascismo é algo arcaico, que está adormecido culturalmente em todos nós, e que temos que combater, MAS não podemos fazer na mesma moeda, da irracionalidade, senão a loucura vence. A luz do sol do debate público sempre foi o melhor remédio contra o fascismo: "amor, trabalho e conhecimento" como dizia sempre Willhelm Reich. + Para entender o mundo e o Brasil atuais é importante rever (e atualizar, claro) o que aconteceu no começo do século XX. Reich foi expulso da URSS já em 1933 por denunciar os desvios do regime russo para longe do coletivismo e ideais comunistas, em uma deriva para o fascismo que se escancararia sob Stálin. Fugiu também da Alemanha devido ao Nazismo. Na sequência foi perseguido, preso e MORRE na cadeia nos EUA por fazer as mesmas denúncias em relação a sociedade capitalista liberal dos Estados Unidos, algo que ficaria mais evidente sob o Macartismo. O nosso erro é considerar que o Fascismo é apenas uma "racionalidade política" como as demais correntes ideológicas (ou sistemas políticos), quando é uma doença psico-social que atinge as massas. Como qualquer psicopatologia, se não for tratada, estará lá, sempre, apenas esperando o gatilho. O melhor a fazer é lançar luz, muita luz sobre ela, pois é no escurinho confortável da negação que o monstro cresce... + Vou deixar de novo o link para o pdf desse livro e outros nos comentários.

De Wilhelm Reich leia também:

- Psicologia de Massas do Fascismo

- O Assassinato de Cristo - Escuta Zé Ninguém

- A Revolução Sexual - A Função do Orgasmo - Análise de Caráter e de Roger Dadoun - Cem Flores para Wilhelm Reich *(tributo)

"Amor, trabalho e conhecimento" Kipper, 2018





....

467 visualizações

©2018 by GOTHIC STATION. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now