top of page

Não confunda Trad Goth, Post Punk, Batcave etc...


Para não se perder na cronologia musical, veja também esse MAPA e artigo sobre as raízes musicais do gótico e darkwave e estilos relacionados. Trad Goth, Batcave, Post Punk, Positive Punk,Gótico...várias coisas diferentes com pontos de contato em épocas diferentes. Até pessoal com bastante tempo estudando gótico as vezes se confunde com isso, creio que é uma dúvida de muitos. Vamos ver algumas diferenças e "quem contém o que" :-) Resumindo:


1) Post Punk é um termo guarda-chuva que abrange o período do final de 1977 até 1984 (alguns citam 83 ou 82, dependendo dos criterios). Engloba bandas não góticas (PIL, Smiths, Stranglers, etc) e bandas góticas do período.


2) Positive Punk, ou posi-punk é algo tardio e menor, sendo definido nas grande revistas musicais (NME, etc) somente no começo de 1983. O termo cai em desuso na época. Engloba um pequeno conjunto de bandas que são post-punk e góticas ao mesmo tempo, (um grupo pequeno e de um estilo só, dentre as muitas bandas góticas e a diversidade de estilos góticos já existia na época).


Portanto não confundam Post-Punk com Posi-Punk. É como confundir "vegetais" com "ervilha". Nem confundam Posi-Punk com Gótico: é como confundir ervilhas com esferas 🙂. (creio que entenderam a metáfora sobre conjunto maior e conjunto menor rs) 🙂


3) Gótico é definido como estilo musical, rótulo e seguidores do estilo entre 1979 e 1980, com as bandas principais (Siouxsie, Bauhaus, Cure e Joy) atingindo o sucesso entre 1978 e 1982. O nome Gótico já está popularizado na mídia em 1980, apesar de usos anteriores no final dos anos 70. O visual gótico trad se define neste período, tendo muitas variantes como vocês podem ver na matéria sobre trad goth na revista Gothic Station 4: bit.ly/gothic_station_4


O termo Gótico começa a ser usado com mais frequência na mídia entre 1979 e 1981, apesar de usos mais esparsos anteriores, como vemos nos recortes e links na cronologia abaixo:


4) a Batcave abre tarde, só no começo do segundo semestre de 1982, ainda muito como um revival Glam (ou do Billy's club de 1978) e vai ficando mais "goth" com o tempo, sendo descoberta pela mídia de massa no começo de 1983. Portanto, a Batcave é uma das variantes do Trad-Goth, não é sinônimo de TRad goth.

Essa exposição midiática em 1983 dá início a fase mainstream do Gótico nos anos 80 (se de 1978 a 1982 a mídia ridicularizava o termo goth, a partir de 1983 até aprox. 1988 passa a explorá-lo comercialmente). No final dos anos 80 o gótico sai de moda no mainstream, e passa a se organizar como uma subcultura com micro-midia e micro-mercados proprios, autosustentáveis, fora do mainstream.

Sobre a cronologia de formação musical, já comentamos aqui várias vezes, mas é algo que vale a pena relembrar também, pois é assunto relacionado:


Comentamos sobr esse assunto também nesse artigo Gótico x Deathrock. Esses assuntos estão tratados também nos nossos livros e revistas, que você pode baixar e ler gratuitamente aqui.


Os diagramas abaixo podem ajudar a entender o texto acima:



FONTES:

- Berlin Bromley – Bertie Marshall (“Berlin”, membro do Bromley Contingent na época)

- The Batcave 1982-1985 : Du post punk au goth - Thierry F. Le Boucanier - Rip it Up and Start Again: Postpunk 1978-1984 . Simon Reynolds

- Are We Not New Wave?: Modern Pop at the Turn of the 1980s - Theo Cateforis - Shock and Awe: Glam Rock and Its Legacy, from the Seventies to the Twenty-first Century- Simon Reynolds - várias edições de jornais e revistas musicais do período 1977-1983, especialmente Sound e NME

+ Acesse explicações mais detalhadas nos artigos, livros e revistas disponíveis gratuitamente em nosso site:





bottom of page