©2018 by GOTHIC STATION. Proudly created with Wix.com

GERAÇÕES DA MÚSICA GÓTICA: CONHEÇA E OUÇA ONLINE

September 30, 2018

14- MÚSICA GÓTICA e DARKWAVE: INFLUÊNCIAS, CLÁSSICOS, ANOS 90 e SÉCULO XXI.

 

Estas listagens não buscam ser nem perfeitas nem completas, mas apenas dar um panorama geral da riqueza do cenário musical Gótico/Darkwave e, principalmente, de sua renovação nas décadas de 1990 e no século XXI. Optamos por destacar estas fases pois já existe muita informação disponível sobre o Gótico dos anos 80. Quanto às vertentes EBM/Industrial, que são bem aceitas na cena Gótica/Darkwave desde os anos 80 até hoje, optamos por não nos aprofundar nelas neste texto (salvo alguns nomes isolados que são citados). A divisão cronológica é intuitiva e o autor não se incomodaria em mudá-la nem se envolverá em um duelo de espadas até a morte para defender a estrutura de uma mera representação didática.

 

1968-1977- as influências: glam, proto-punk, krautrock

1978-1983- pos-punk, synth, industrial, coldwave, batcave…

1983-1990- a consolidação 

1991-1999- darkwave, a renovação e a neue deutsche todeskunst 

2000-2008- a nova geração e as bandas brasileiras recentes
2009-2018- especialização e revival 80's

CLIQUE AQUI E OUÇA NOSSA SELEÇÃO DE 100 ÁLBUNS CLÁSSICOS NO SPOTIFY e mais

CLIQUE AQUI E VEJA UM MAPA DA EVOLUÇÃO DOS ESTILOS  MUSICAIS COM DESCRIÇÃO


2009-2018: ESPECIALIZAÇÃO e REVIVALS
Temos um movimento de especialização, em que tendências presentes em bandas góticas/wave dos anos 1980 são levadas as últimas consequências, muitas vezes quase formado subcenas. Ao mesmo tempo que a música gótica incorpora elementos modernos e de outros estilos musicais. Por outro lado há um movimento revivalista mais forte que na década anterior, retomando sonoridades dos anos 1980.

BANDAS DO PERÍODO 2004-2018 NO CENÁRIO INTERNACIONAL (ver períodos anteriores e mais bandas do início do século XXI no volume 1): Merciful Nuns, Drab Majesty, Wisborg, Mono Inc., Faun, La Scaltra, The Beauty of Gemina, Omnia, Numa Echos, Soror Dolorosa, Kriistal Ann, The Eden House, Trobar de Morte, Ash Code, Markus Midnight, Angels of Liberty, Eisbrecher, Omnia, Snakeskin, Tiramist, Ariel Maniki and The Black Halos, Theodor Bastard, Grausame Tochter, Aesthetic Perfection, Lebanon Hanover, Noblesse Oblige, Demonia Nymphe, Haxans, Lizette Lizette, Seelennacht, Then Comes Silence, Heimataerde, Golden Apes, The Spitirual Bat, Global Citizen, Selofan, Descendants of Cain, Frank The Baptist, Gothzilla, Rabia Sorda, She Past Away, Aeon Sable, Otto Dix, Principe Valiente, Terminal Gods, Zanias, William Control, Kælan Mikla, Astari Nite… e muitas mais. 

CLIQUE AQUI E OUÇA UMA SELEÇÃO  DE FAIXAS INTERNACIONAIS 2010-2018 no Youtube

CLIQUE AQUI E OUÇA UMA SELEÇÃO DE FAIXAS INTERNACIONAIS 2000-2009 no Youtube


BANDAS DO PERÍODO 2009-2018 NO CENÁRIO NACIONAL (além das já citadas mais abaixo): Ego Eris, Das Projekt, Back Long Arch (retorno), Les Chat Noirs, The Knutz, In Auroram, Electro Bromance, Blue Butterfly, Euphorbia, Among The Machines, Jardim do Silêncio, Noturna Régia, Almas Mortas, Gangue Morcego, Orquídeas Francesas, Pecadores, Wonder Dark, Fake Dreams, Outro Destino, Sitético Ministério, Gargula Valzer, Siglo XIII, Drei Hexen, Desroche, Modus Operandi, Poemas de Maio, Black Night Frequency, Gattopardo, e muitas mais.


2000-2008- A NOVA GERAÇÃO e as bandas brasileiras recentes

É difícil apontar os destaques de uma década recente. Mas, além das bandas dos anos 80 e 90 que continuam em grande forma e ativas, já podemos apontar algumas surgidas desde 99 e que se destacam: Blutengel, Diva Destruction, Cinema Strange, Helium Vola, L'Ame Imortelle, Diorama, ASP, Unto Ashes, O Quam Tristis, The Vanishing, Frank The Baptist, Tragic Black, All Gone Dead, Anders Manga, Ego Likeness, The Ghost Of Lemora, Scary Bitches,The Last Days of Jesus, Zombie Girl, Faun, Unheilig, Android Lust, Tristesse de la Lune, Audra, Voltaire, The Birthday Massacre, Bloody Dead and Sexy, The Chants of Maldoror, Joy Disaster, Hatesex, Scarlet Remains, Autumn's Grey Solace, New Days Delay, Cauda Pavonis, Irfan e tantas outras...

OUÇA AQUI UMA SELEÇÃO DE BANDAS NACIONAIS DO PERÍODO 1990- 2018 NO YOUTUBE

 

Também muitas bandas que começaram na fase anterior (ver abaixo 1991-1998) continuam em atividade e se renovando (como Qntal e Diary of Dreams). Algumas bandas surgidas nos anos 80 também tem surpreendido com o som renovado, como são os exemplos do Clan of Xymox e Mephisto Walz, entre outras.

 

Enquanto isso, no Brasil, temos presenciado um florescimento de novas bandas com trabalho próprio no cenário Goth/Darkwave dos anos 00's: Plastique Noir, A Banda Invisível, The Downward Path, Scarlet Leaves, Knutz, Bells of Soul, Almas Mortas, Dead Pop, Discotronike, Pecadores, Zigurate, In Auroram, Dead Roses Garden, Days are Nights, Ismália, Anorexic Juliet, Orquídeas Francesas, Deadjump, Mundo da Mente, Jardin do Silêncio, etc . Além de bandas dos anos 90 que continuam em atividade e se aprimorando como Elegia e Tears of Blood. Ou bandas que lançaram material, atuaram neste período ou não estão mais em atividade como Der Kalte Stern, Das Projekt Krummen Mauern, Vesúvia, Mercyland, Strangeways, etc.

 

1991-1999- DARKWAVE E A RENOVAÇÃO:

Neste período as cenas da Alemanha e dos EUA se fortificam. A Alemanha passa a sediar o maior evento Gótico mundial, o Wave Gotik Treffen, além de ser o centro do movimento Neue Deutsche Todeskunst, e estrutura uma micro-mídia subcultural especializada, o que vai acontecer depois também em outros países. O som eletrônico se refina com a Darkwave alemã. Nos EUA, o selo Projekt vai dar um sentido um pouco diferente ao termo Darkwave, mas o importante é que em ambos os lados do Atlântico, temos uma proliferação de bandas que fazem a felicidade de Góticos de todo o mundo, renovando e atualizando as sonoridades Gothic e Darkwave: Calva Y Nada, In Mitra Medusa Inri, Ikon, Rosetta Stone, Nosferatu, Inkubus Sukkubus, Libitina, Manuskript, Das Ich, Project Pitchfork, Bel Canto, Diary of Dreams, Hocico, The House of Usher, Sopor Aeternus, Love Is Colder Than Death, Paralysed Age, The Merry Thoughts, Still Patient, Melotron, De/Vision, In Strict Confidence, Corpus Delicti, The Last Dance, Rhea's Obsessions, Switchblade Symphony, London After Midnight, Sunshine Blind, Ex-Voto, Trance to The Sun, Lycia, The Cruxshadows, Collide, Faith and The Muse, Shadow Project, Bella Morte, Qntal, Malaise, Miranda Sex Garden, Abney Park, Beborn Beton, Absurd Minds, Fear Cult, Sanguis et Cinis, Love Spirals Downward, Children on Stun, Suspiria, La Floa Maldita, Frozen Autumn, The Eternal Afflict, Killing Ophelia, Rasputina, Love Like Blood, Faith and Disease, Girls Under Glass, etc.
 

CLIQUE AQUI E OUÇA AQUI SELEÇÃO  DE FAIXAS INTERNACIONAIS 1990-1999 no Youtube
 

Bandas que começaram no final dos anos 80, como Cranes e Wolsheim se destacam nesta década, sendo que esta última permanece um ícone até o presente, arrastando multidões a seus shows. Theatre of Tragedy causa polêmica ao introduzir elementos operísticos ou metal em suas composições, em doses toleráveis aos ouvidos goth/darkwavers, um equilíbrio muitas vezes alcançado pela também polêmica banda Lacrimosa.

 

1983-1990- A CONSOLIDAÇÃO:

O nome Gótico vinha sendo aplicado a um segmento de bandas do pos-punk há anos, mas podemos dizer que ele se fixa como um nome definitivo do meio para o final de 1983. Neste período a sonoridade pos-punk se dilui em outras influências como um rock mais acessível e sonoridades influenciadas pelo synth, coldwave e EBM. A Inglaterra foi o berço do Gótico na fase anterior, mas nesta fase já temos bandas de destaque também na França, Bélgica, Holanda, Alemanha e EUA.

Mesmo que alguns tenham surgido um pouco antes, fazem seus primeiros lançamentos nesta época: The Sisters of Mercy, The Fields of The Nephillin, All About Eve, Clan of Xymox, Dead Can Dance, The Jesus and Mary Chain, In The Nursery, This Mortal Coil, Love And Rockets, Black Tape For A Blue Girl, Nick Cave and The Bad Seeds, Ministry, Deine Lakaien, Calling Dead Roses, Marquee Moon, Invisible Limits, Trisomie 21, Poesie Noire, Collection D'Arnell Andrea, Opera Multi Steel, Kas Product, MephistoWalz, Eva O., Two Witches, Gitane Demone, This Ascension, The Creatures, Front Line Assembly, Delerium, Skinny Puppy, The Wake, Red Lorry Yellow Lorry, etc. Nesta época bandas que surgiram na fase anterior já tinham vários álbuns e faziam sucesso.

 

1978-1983- POS-PUNK, SYNTH, INDUSTRIAL, COLDWAVE E BATCAVE…

O nome desta fase poderia ser "tudo ao mesmo tempo agora". Todo experimentalismo produzido desde o final da década de 1960 em várias áreas da música pop e underground parece convergir para um momento de criação de "novos estilos". As bandas: Bauhaus, Specimen, Joy Division, The Cure, Siouxsie and The Banshees, Cocteau Twins, Sex Gang Children, Kirlian Camera, Alien Sex Fiend, Attrition, U.K.Decay, X-Mal Deutschland, The Damned, Einsturzende Neubauten, Malaria, Mecano, Die Form, Christian Death, Tuxedomoon, Southern Death Cult, Birthday Party, Grauzone, Kas Product, Gary Numan, Anne Clarck, Virgin Prunes, Danse Society, Play Dead, New Order, etc

 
CLIQUE AQUI E OUÇA UMA SELEÇÃO DE FAIXAS INTERNACIONAIS 1978-1989 no YOUTUBE

CLIQUE AQUI E OUÇA UMA SELEÇÃO DE BANDAS BRASILEIRAS DOS ANOS 80

 

1968-1977- AS INFLUÊNCIAS: glam, proto-punk, krautrock

Em 1976/77 a banda Nova-Iorquina Suicide já fazia o que hoje chamaríamos de Electro-Punk, Pére Ubu já usava suas batidas tribais no seu "art-rock" e os alemães do Kraftwerk já tinham vários álbuns revolucionários no currículo. A geração Glam-Rock (1970-1975) influenciou diretamente as bandas Góticas mas, na segunda metade dos anos 70, ícones do Glam como David Bowie e Brian Eno absorveram influência do experimentalismo alemão do Krautrock (1968-1979 aprox. proto-industrial, serialismo, música cósmica, etc).

Glam Rock: David Bowie, T-Rex, Gary Glitter, Roxy Music, Brian Eno, New York Dolls, etc.

Krautrock e Proto-Industrial: Cabatet Voltaire, Kraftwerk, Tangerine Dream, Can, Neue, Throbbing Gristle, Monte Cazaaza. 

Outras influências importantes do final dos anos 60: The Doors, Velvet Underground (provavelmente, ao lado de T-Rex, as duas que foram alvo de mais covers por bandas Góticas) e The Stooges. Bandas da cena punk Nova Iorquina (1975-1977) são também importantes para entender o que foi feito a seguir: Patty Smith, Richard Hell and The Voidoids, Talking Heads, Blondie, etc. E Lou Reed e Iggy Pop em carreira solo. Sem esquecer o nosso querido The Cramps. Algumas referências de "crooners" e "cantores de cabaré" são importantes, senão pelo estilo de vocal, pela temática das letras: Leonard Cohen, Jacques Brel, Edith Piaf e Johnny Cash, the man in black.

CLIQUE AQUI E OUÇA UMA SELEÇÃO DESSAS INFLUÊNCIAS 1968-1977 no Youtube

OUÇA 100 ÁLBUNS SELECIONADOS PARA AMAR MÚSICA GÓTICA (no Spotify)

 

OUÇA 100 CLÁSSICOS DAS PISTAS GÓTICAS no SPOTIFY

 
;-) Divirta-se!

Please reload

Our Recent Posts

FASCISMO: uma PESTE EMOCIONAL que nos atinge em qualquer ideologia ou modelo econômico

March 28, 2019

Lançamentos 2019

(em atualização até o final do ano de 2019)

SOPOR AETERNUS - Death and Flamingos:
https://open.spotify.com/album/4F85qRO7gIP1hq03n1yjq...

DESTAQUES DE 2019:

March 16, 2019

LANÇAMENTOS destaque 2009-2019

March 16, 2019

1/1
Please reload

Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now